terça-feira, 15 de agosto de 2017

PELO DIA DE HOJE SALVE SÃO ROQUE E SALVE SÃO LÁZARO

PELO DIA DE HOJE SALVE SÃO ROQUE E SALVE SÃO LÁZARO

IRMANDADE DA BOA MORTE TRADIÇÃO PRESERVADA



CONEN – BA NA IRMANDADE DA BOA MORTE

CONEN – BA NA IRMANDADE DA BOA MORTE
A Irmandade da Boa Morte é considerada o primeiro movimento de mulheres do país e uma das mais antigas confrarias. Fundada em 1820, seu objetivo era conseguir a alforria de escravos, vendendo quitutes nas ruas para a compra da carta de alforria. A Irmandade nasceu na Bar¬roquinha, em Salvador, e, pouco depois, mudou-se para Cachoeira. A maioria dos historiadores associa o fato à perseguição sofrida por povos de matrizes africanas. Práticas como a capoeira e o candomblé eram consideradas sub¬versivas. Outro ponto a considerar eram as possibilidades oferecidas pelo Recôncavo. Naquele momento da história, o porto da Cachoeira era o segundo maior do estado.(Informativo  Olha Pititinga)
Programação da Festa  da Boa Morte 2017
15/08 (terça-feira)
6h - Alvorada com fogos de artifício

10h - Missa solene da assunção de Nossa Senhora na Igreja Matriz

11h - Procissão festiva em homenagem a Nossa Senhora da Glória e posse da comissão organizadora

12h - Valsa e Samba de Roda no Largo d'Ajuda

13h - Almoço das irmãs, convidados e pessoas da comunidade na sede da Irmandade

16h - Samba de Roda no Largo d'Ajuda


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

contando com o domino


PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR CONTANDO COM O  DOMINÓ
Resultado de imagem para imagem de domino



UTILIZAÇÃO DO JOGOS DE DOMINÓ COMO REFORÇO ESCOLAR, PARA ALUNOS INCLUSO NAS DIFICULDADES ENVOLVENDO MATEMÁTICA















APRESENTAÇÃO
                O  motivo da apresentação deste Projeto de Reforço Escolar Contando com o Dominó se faz pela  necessidade de apoio pedagogico, a alunos com TEA (Transtorno  do Espectro Autista), inclusos em escolas regulares, que necessitam ajuda pedagogica dos profissionais educação que atuam com o AEE (Atendimento a Educação Especial). Sendo nossa função orientar outros pares.
                É necessário utilizar elementos comuns do dia a dia, para ajudar na associação da evolução coletiva do aprendizado de alunos com TEA, fazendo com que eles compreenda de forma elucidativa elementos da matemática que estão bem próximo as suas vidas.
INTRODUÇÃO                                                                 
                O Projeto De Reforço Escolar Contando Com O Dominó, este jogo na cidade de Salvador, esta em todos os bairros, as pessoas praticam em varios locais. Serve como um elemento social que agrega grupos. Serve como divertimento e ludicicade.
                Sem percebe este jogo eleva a concentração das pessoas envolvidas, estabelece regras, contagens, estimula a memória matemática, motiva a capacidade visual,  despertar o interesse de participação, mantendo o jopgador sempre alerta e reforçar os sentidos de percepção.

JUSTIFICATIVA
                Justifica-se  este projeto pela necessidade de ajuda aos alunos com TEA de entendimento do mundo abstrato com o real.
Oferecer raciocinio lógico de forma palpavel, tornando perpepitivel as regras do jogo que vão sendo introduzidas aos poucos com bastante tranquilidade e informações, para que não cause ao aluno transtorno nas novas agrupações matemáticas
OBJETIVO
                Ajudar no aprendizado lógico matermático, a partir da concentração, do conhecimento, da identificação das figuras  do jogo de dominó, apresentado de forma lóigica, sequenciada, com suas régras.
                Despertar no aprendiz a curiosidade da descoberta, concedendo passo  para que essas informações montem um esquema elucidativo das ações matemáticas simples.
OBJETIVO ESPECIFICO
                Manter a atenção em alta, efetivar a memória matemática instantânea, utilizar o jogo como ferramenta pratica na resolução da ação matemática.
DESENVOLVIMENTO
                As atividades serão desenvolvidas de forma cadenciada,  para causar impacto cumulativo no aprendiz, conforme a absorção de cada um.
                Haverá conectividade com o conteúdo da escola regular, se estiver trabalhando as operações fundamentais, serão associadas ao conteúdo escolar, ajudando na relação conteúdo cotidiano.
                Apresentação do dominó com um jogo – sua nomeclatura, peças ou pedras, o simbolismo de cada figua (quanto vale cada uma delas).
Resultado de imagem para imagem de domino
SENA COM SENA  = BUCHA DE SENA = DOZE PONTOS
QUINA COM QUINA = BUCHA DE QUINA = DEZ PONTOS
QUADRA COM QUADRA = BUCHA DE QUADRA = OITO PONTOS
TERNO COM TERNO = BUCHA DE TERNO = SEIS PONTOS
DUQUE COM DUQUE = BUCHA DE DUGUE = QUATRO PONTOS
ÁS COM ÁS = BUCHA DE ÁS = DOIS PONTOS
BRANCO COM BRANCO = BUCHA DE BRANCO = ZERO PONTO

                UMA PEDRA/PEÇA COM SEM FIGURA/PONTO          É  BRANCO = 0 = ZERO
                UMA PEDRA/PEÇA COM UMA FIUGRA/PONTO           É           ÁS = 1 = UM
                UMA PEDRA/PEÇA COM DUAS  FIGURAS/PONTOS        É DUQUE = 2 = DOIS
                UMA PEDRA/PEÇA COM TRÊS FIGURAS//PONTOS         É  TERNO = 3 = TRÊS
                UMA PEDRA/PEÇA COM QUATRO FIGURAS/PONTOS    É QUADRA = 4 = QUATRO
                UMA PEDRA/PEÇA COM CINCO FIGURAS/PONTOS           É QUINA = 5 = CINCO
                UMA PEDRA/PEÇA COM SEIS FIGURAS/PONTOS                É SENA = 6 = SEIS
                              
               
PARE PASSO
                Cada jogo de dominó tem uma regra, essas regras podem ser locais ou  gerais. O  que é a régra no bairro de Nazaré, pode não valer no bairro de Valéria para o jogo de dominó.
Pode-se trabalhar alguns pontos bem interessantes em relação ao jogo ou jogos de dominó:
                Atenção, sentido do jogo, régras, adptação, números, quantidade de peças, lógica e parte lúdica atrvés da qual passamos noções de comportamento.  E a concentração elemento básico da aprendizagem o jogador ou o aluno se concentra.
ALGUNS JOGOS
                Batidinha –
                Este jogo usando o dominó é jogado com no máximo cinco jogadores, as pedras do dominó ficam viradas com a face para baixo são mexidas,  cada um dos cinco pegaram suas cinco pedras.
Se estabele regra de  saída por uam bucha na primeira roda os jogadores vão colando figuar iguais a sequência quem não tiver perde a vez de jogar ou passa, ganha aquele jogador que acabar suas pedras primeiro. Se nenhum jogador tiver o naipe/s colocado na mesa o jogo estará fechado, neste caso ganha que tiver menos pontos. Pode-se jogar quantas rodadas quiserem.
                Bacará –
                Este é um outro jogo com o dominó, podem jogar até quatorze pessoas. Um assume a condição de banqueiro gerente do jogo.
                Põe as pedras viradas com a face para baixo mistura as pedras entre elas aruma em fileira única no canto da tábua ou mesa, ou no meio, solicita que um dos jogaroes dê um corte (sepera uma quantidade de pedras) o baqueiro distribue uma pedra para cada um dos jogaores, da esquerda para direita até ele. Depois distruibui mais uma pedra para cada um, todos os jogadores sempre no sentido esquerda para direita, todos consulta seus pontos.
                Objetivo é fazer nove, dezanove, vinte nove ou se aproximar ao máximo dos nove. Após consultarem os pontos que fizer nove já ganhou sua aposta, se o banqueiro fizer nove os demais perdem execto que fizer nove junto com ele.
                Não fazendo um dos nove o banqueiro perguntará se alguém quer  mais uma pedra, até chegar no próprio banqueiro que pode pedir as todos ou seperado para apresentar seus pontos quem tiver menos pontos que o banqueiro perde, igual empata, maior (sempre próximo a nove, dezanove e vinte nove) ganha.
                Quem fizer dez, vinte o trinta esta fechado e perde para o banqueiro. Fechado é do banqueiro. Pode-se jogar quantas vezes quiser.
                Lustrado –
                Jogo de duas pessoas ass partidas podem ser de 50, 100, e 200 pontos ou a combinar. A pountuação e a régra varia conforme o local onde se esta jogando.
                As pedras com a face para baixo são misturadas cada jogador pega sete pedras, as demais pedras ficam na lateral da mesa/tábua para ser usadas nos momentos posteriores, a saída/partida do jogo é dada pela bucha maior na partida incial, nas partidas posteriroes a escolha é de quem acabou primeiro as pedras.
 Cavo (quando um jogador não tem o naipe da mesa no momento do jogo)
 O objetivo deste jogo é fazer: 5, 10, 15, 20, 25 e 30 pontos, cada ponto feito é assinalado no papel e vai se somando um jogador fez 5 + 10…. Quem atingir primeiro a pontuação estabelecida é o vencedor da partida.
                A partir da bucha de partida pode-se jogar nos quatro lados desta bucha, somando os pontos,  a soma dos pontos com  laterais da bucha para fazer 5, 10, 15, 20, 25 e 30.
                Exemplo:
-  a bucha de sena 12 pontos, com os três lados de sena + 18 dão um total  30 pontos
-  a bucha de quina 10 pontos, com os três lados de quina + 15 dão um total de 25
                Parceirado –
                Um outro jogo de dominó que produz interação para duas duplas sendo um jogo de duplas,  os parceiros sentam em frente e os adversários de lado. As régras são variavéis conforme as regiões.
                Domino com a face virada para baixo, as pedras são misturada cada jogador pega sete pedras a partida inicial do jogo pela bucha de ás  ou pode variar com conforme ás regras. As partidas subsequentes a saída é pela dupla vencedora.
                Joga-se pela combinação dos naipes o objetivo é ganhar a dupla e cooperar com o parceiros jogando naipes que o adversário não tenha, quando nenhuma das duplass tiverem os naipes o jogo esta fechado, ganha a dupla que tiver menos pontos;
                Exemplo de pontuação: (que depende da régra local
                Uma batida simples vale 3,0 pontos, marca no dado
                Três a três = quando as duas duplas empatam em três pontos,  quem ganhar faz cinco
                Duas batidas simples vale 5,0 pontos, marca no dado
                Teceira batida uma  peça (pontuação a combinar)
                Cinco (5)  a cinco (5) = É quando as duas duplas empatam nos dados
                Polonês = se a dupla que fez cinco primeiro ganha é polonês
                Japonês = se a dupla que fez cinco pela segunda vez  ganhar japonês
                Lasquinêz = Bate com uma pedra dos dois lados.
                Lasquinêz Preso  = Bate com uma pedra dos dois lados e que não te mais do naipe.
                Buchada = Quando um dos jogaores bate com uma das bucha
                Chico Ramelo (quando um dos jogadores permanecem com todas as sete pedras)


RECURSO INVENTIVADOR
                O jogo de dominó, as régras, o manuseio dos pontos, figuras a serem contadas, de forma prática durante a atividade com o dominó os participantes da atividade manuseiam de forma palpável os números. Isto aumenta a possibilidade de compreensão.
                É um exercício de forma prática. Exemplo sena de branco um lado tem seis  pontos o outro nada; um liso o outro com seis. Prático.
CONCLUSÃO
                Atividade de matemática física, ou seja quem esta participando, sai do imaginário e entra no lógico pratico. Associamos as figuras iguais (exempçlo branco com branco; nada com nada, ás com ás, um com um, duque com duque, dois com dois, terrno com terno, três c0m três, quadra com quadra, quatro com quatro,  quina com quina, cinco com cinco, sena com sena, e seis com seis).
                Na prática colocamos zero com zero, um com um, dois com dois, três com três, quatro com quatro, cinco com cinco e seis com seis. Fazemos o casamento da figuras isso funcionam por etapa dosamos o conteúdo para cada faixa etária,  estágio escolar ou série.
                Melhorar ou entendimento da mátemática basica reforçando a interação dos sentidos,  o raciocínio, a lógica  e a compreensação da régras do jogo.
Salvador, 31 de julho de 2017
Ademario dos Santos Sena
Cadastro 11234036-0

Professor da Rede estadual de Ensino da Bahia

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Agosto Negro CONEN


     A CONEN- Coordenação Nacional de Entidades Negras, - a conen fundada em 1991, consolidou-se como uma instância nacional e um espaço de construção da unidade na ação das centenas de entidades presentes em todo o território, que acompanham a sua orientação, visando garantir condições iguais e dignas para a população negra e superar as desigualdades regionais, de raça, classe e gênero, no Brasil. marcante a presença da conen no cenário nacional e internacional da luta de combate ao racismo.vem apresentado projeto Agosto negro na sua IX edição.


    O Agosto negro, um movimento de caráter internacional que oferece especial significado a este mês devido a seu compromisso de reverenciar os principais fatos históricos negros ocorridos neste período,por isso pretendemos realizar varias atividades sócios culturais e políticas para marca o mês de agosto.Para isso propomos realizar, mas uma vez as seguintes atividades;

  AULA PUBLICA NA PRAÇA DA PIEDADE Dia 11 de Agosto referendando  revolta dos búzios (219 anos) 1798 -2017) das 14;00hs as 18;00hs.

ÍPADE DAS PRETAS- que será realizado no CDCN dia 12 de Agosto de 2017das 9;30hs as 16;00hs

   ESCUSSÃO Sócio Cultural Dia 15 de Agosto-2017  “o recôncavo  a cidade de cachoeira e a irmandade da boa morte : referências históricas negras” 06;30hs as 18;30hs.

SEMINARIO sobre PAN AFRICANISMO e o legado de Marcus garvey-que será realizado no dia 26/08/2017 no CDCN das 14 ;as 18 horas.

  Por isso vimos solicitar apoio com 03 passagens aéreas (02 DE SÃO PAULO e 01 de Aracaju) e hospedagens para companheiras militantes, e material de escritório 60 pastas, 60 canetas, 2 pacote de papel oficio,  e 100 estatuto.

OBSERVAÇÂO-mandarei informação do beneficiaria da passagem do seminário pan africano que acontecerá dia 26/08/2017
Desde já grato pela atenção estamos a disposição para quaisquer esclarecimento que julgue necessário.
Atenciosamente,
Coordenação Executiva
Jussara Santana- 987764388
Gilberto Leal, Tel.99829116

PROGRAMAÇÂO
Ípadé das Pretas VI- Seminário de Formação Política
Quando? 12 de Agosto de 2017
Horário? Das 9 ;30 ás 16;00 horas
9;40  Mesa de Abertura-saudação

10:00h,: Lutas das Mulheres Negras
Maria Cristina- Psol /Conen Lutas das Mulheres Negras- ( movimentos de mulheres)
Luciana Falcão- Lutas das Mulheres Negras(
Erilza Galvão dos Santos/ tema reforma da previdência e nós?  
Leila Rocha (SP) Saúde da mulher Negra 
Creuza juriti/Serrinha-20 minutos- Lutas das Mulheres Negras(movimentos sociais)
Vereadora Marta Rodrigues- Mulher e Poder/QUAL O PODER QUE QUEREMOS/ analise de conjuntura-
Sonia Oliveira (AC) Santa- Mulher Religiosa
Coordenação da Mesa: Jussara Santana e Diulice
12: 30h, Debate
14:00h, Almoço
Apresentação cultural
PROGRAMAÇÂO DA EXCURSSAO SOCIO CULTURAL FESTA DA BOA MORTE
01 ônibus saindo do Campo Grande
DATA 15/08/2017
HORARIO 6;30hs retorno 18;30hs.

SEMINARIO sobre PAN AFRICANISMO
14;00hs Abertura –AGOSTO NEGRAS  para o nosso povo Palestra Gilberto Leal
Palestra o legado de Marcus garvey- Kamaphew Tawa
PAN AFRICANISMO palestrante Jose Raimundo (SP)
18;00hs encerramento coquetel




     O Agosto negro, um movimento de caráter internacional que oferece especial significado a este mês devido a seu compromisso de reverenciar os principais fatos históricos negros ocorridos neste período,por isso pretendemos realizar varias atividades sócios culturais e políticas para marca o mês. O agosto negro se constitui em momento de reflexão, educação e divulgação da história negra no mundo, no Brasil, e particularmente na Bahia, os destaques estão concentrados em diversos fatos da história negra regional, tendo como referencial especial a revolta dos búzios, ocorrida em 12/agosto/1798.


    Os primórdios das manifestações do Agosto Negro esta referenciado nos marcos dos anos 70, nos campos de concentração da Califórnia, como forma de homenagear ativistas que tombaram na tentativa de libertar, três ativistas negros pertencentes ao grupo “lutadores da libertação negra”, a partir deste momento as comemorações anuais passaram a acrescentar às suas reverencias os demais fatos históricos negros anteriores e posteriores ocorridos neste mês, a exemplo da revoltas dos búzios, entre outras lutas negras baianas.
   Assim sendo, os eventos aqui apresentados, esta intimamente ligada à luta do povo negro baiano, no qual A CONEN- Coordenação Nacional de Entidades Negras, através do seu coletivo de organizações no estado da Bahia “fórum conen-Bahia”, realizar a IX edição do Agosto Negro.com objetivo  de reverenciar os principais fatos históricos negros ocorridos neste mês.


 Consolidar o mês de agosto como um símbolo da luta contra o racismo no Brasil
-Valorizar a memória dos grandes líderes João de Deus do Nascimento, Lucas Dantas de Amorim Torres, Manuel Faustino Santos Lira – Luis Gonzaga das Virgens e Veiga, nas na formação das novas gerações.
-Promover o protagonismo desses heróis baianos junto a juventude, atual e novas gerações, pois o movimento revolucionário baiano de 1798, mais conhecido como a Revolta dos Alfaiates ou Revolta dos Búzios é um dos mais amplos, do ponto de vista político, econômico e social ocorridos no Brasil.
-Preservar e difundir os ideais de liberdade disseminados por seus líderes
Contribuir para a formação de multiplicadores para formação das novas gerações.
 Promover o conhecimento das diversas formas de lutas desenvolvidas pelo povo baiano.
Permanecer debate sobre a participação da população negra na construção deste país













9ª AULA PÚBLICA REVOLTA DOS BÚZIOS

A CONEN-BA CONVIDA
9ª AULA PUBLICA REVOLTA DOS BÚZIOS PÇA DA PIEDADE SALVADOR BA 11.08.17 10 HS ÁS 17 HS

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Ademario Sena com Gilmar Santiago, novo presidente municipal do PT Salvador - Bahia.
Gilmar Santiago sucesso nessa sua nova empreitada. Só lembrando:  "Partido e d@s Trabalhador@s". Consulte o nosso maior legado a base partidária.

Ademario Sena na posse do PT municipal de Salvador 17-07-2017

segunda-feira, 10 de julho de 2017

FORA TEMER!

TEMER APROVEITA QUE É NOITE: RA, RÉ, RI, RO, RUA. CAI FORA GOLPISTA!

sábado, 8 de julho de 2017

Diretrizes de Educação Especial da Bahia

Secretario de Educação Walter Pinheiro e Prof Claudia Oliveira

Secretario de Educação Walter Pinheiro(E) e Prof Claudia Oliveira(C) Ademáriu Sena(D) e Samuel Sena(F)

Prof Claudia Oliveira(E)  Samuel Sena(F), Porfª Patricia Jesus Ademáriu Sena(D) 

Prof Ricardo Baqueiro, Samuel Sena(C) e Ademáriu Sena(D) 

Superiutendente Nei Campelo (SEC Ed) Samuel Sena(C) Ademario Sena (D)

Samuel Sena e Professora Claudia OliveiraDiretrizes de Educação Especial da Bahia

terça-feira, 16 de maio de 2017

BLOCO AXÉ DADÁ ENLUTADO

Sentimento de Pesar
É com imenso pesar que informo falecimento Dálcio Gomes "CARECA" do bar Cosme Damião lendário carnavalesco, presidente de honra do Bloco Axé Dadá do Tororó
Sepultamento dia 17.05.2017
Horário: 11:30 min
Cemitério da Quinta dos Lázaros –
Baixa de Quintas – Salvador - BA
Apresento os sentimentos  de gratidão ao eterna ao CARECA por toda sua ancestralidade, pelo seu legado  e por toda sua contribuição cultural com nossa sociedade, que os familiares sintam-se confortados pela caridade divina.

+ DESCANSE  EM PAZ SENHOR DÁLCIO

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

ODOYA!

2 DE FEVEREIRO, DIA DE YEMANJÁ
Pela graça dessa dia que as águas de YEMANJÁ, frutifique as pessoas de boa vontade.
ODOYA!



PESAR PELO FALECIMENTO DONA MARISA LETÍCIA

Com sentimento de pesar o falecimento Dona Marisa Letícia, trás para o movimento social brasileiro, danos irreparáveis. Companheira fundadora do PT, confeccionadora da primeira bandeira do Partido dos Trabalhadores. Esposa do companheiro Lula ex-presidente do Brasil. Teve papel crucial nos avanços sociais deste país, nos bastidores construindo ações que vieram a beneficiar todo o movimento social brasileiro.
Dona Marisa Letícia descanse em paz e que águas Yemanja conforte toda sua família. #FORÇA LULA!


  Dona Marisa Letícia

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Os quatorze anos da lei 10.639/2003




Quilombo do Bananal - Rio de Contas

Os quatorze anos da lei 10.639/2003
Esta lei federal 10.639 publicada em nove de janeiro de 2003, que trata da (inclusão nos currículos de 1° e 2° graus das brasileiras dos estudos da cultura estudos Africano e Afro Brasileiro) é a primeira lei decretada pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, atendendo as solicitações do movimento negro brasileiro em suas várias ramificações. Foram feitas gestões técnicas para implementação da lei: pareceres, diretrizes, comissões de estudos, fóruns, consultorias, encontros e o plano nacional para implementação ficou pronto. Em 2016 um governo golpista retirou a obrigatoriedade estudos Africano e Afro Brasileiro nos currículos de 1° e2° graus, sem consulta a nenhum ente federativo.

Vamos em 2017 estar atento nosso estado da Bahia, para avançar no conhecimento sobre ancestralidade Africana. 

domingo, 22 de janeiro de 2017

A IMPORTÂNCIA DO PAN AFRICANISMO NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO

Por falar em Pan Africanismo, no décimo quarto ano da lei 10.639/2003  este artigo do professor Henrique Cunha Junior,  nos leva a refletir sobre a produção do conhecimento. Para começarmo 2017 refletindo. Boa  leitura.




A IMPORTÂNCIA DO PAN AFRICANISMO NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO
Henrique Cunha Junior.
(Estou preparando o texto da minha fala no Congresso de Pesquisadores Negros).
1- Africanidade e eurocentrismo
A edição da História Geral da África, pela UNESCO, na década de 1980, é um monumento que revolucionou tudo que se possa pensar em matéria de conhecimento cientifico e das práticas do desenvolvimento da ciências no mundo africano e na ciência do ocidente. Trata-se de um exercício de autonomia do pensamento com relação às teorias dominantes no ocidente cristão , reuni um grupo expressivo de intelectuais (350), elabora métodos próprios e produz a síntese de 6000 anos da história de um continente, que diziam: não ter história, não ter ciência , não ter escrita , não ter como expressar a si próprio em seus próprios termos. Paradoxalmente o trabalho dos pan africanistas revela para a ciência do ocidente a importância do conhecimento, importância negada pela forma ocidental de racionalidade cartesiana e validade dos conhecimentos científicos. Contrapôs dois paradigmas, o do conhecimento, indutivo, experimental, independente da fonte, sensitivo.O conhecimento como os atributos que permitam resolver problemas, contra o conhecimento regrado como cientifico propositor de teóricas e dedutivo, mas que nem sempre permite a solução de problemas.
Também a edição da Historia Geral da África resolve um grande problema que é o do lugar das civilizações do Nilo, na história africana e na história da humanidade. Estabeleceu a unidade do continente em coerência com a sua diversidade, no conceito da africanidade, um ritmo sonoro produzido nas civilizações dos Nilo, reverberantes pelo continente como um todo, através das temporalidades e espacialidades diversas e reproduzindo e transformando a si próprio em novos ritmos, dissonâncias, recriações sem perder a base de origem. A inteligência humana apreende com si própria, possui a ancestralidade como acervo, espiritual, com interferência no real. A ciência do conhecimento africano, amplo, não é incompatível com a crença em m ser supremo e nem nos espírito da natureza diversa, o inexplicável também é fonte de conhecimento e não um fantasma que assombra o conhecimento.
A História Geral da África resolveu muitos problemas a renovação da ciência no ocidente e tornou-se incomoda para o próprio ocidente e portanto permanece os silêncios de reconhecimento do seu papel revolucionário e inovador dentro do pensamento do ocidente. A estratégia da dominação ocidental permanece a mesma, da sacralização da Grécia, da negação do Egito como acervo cientifico da humanidade, o predomínio do conhecimento teórico sobre o não teórico, a ciência movida pelas teorias e não pelo conhecimento útil. O silencio a a desmoralização sobre os grande pensadores africanos e afrodescendentes e a persistência dos eurocêntricos com novos rótulos, pos-colonialismo,descolonização do conhecimento, e outros artefatos e fatos, diálogos sul-sul, sem questionamentos sobre os limites do ocidente, e das limitações das ciências ocidentais reelaboradas e dominantes e predominantes apenas nos últimos 500 anos, sempre precedidas dos canhões e da bíblia.
Persiste o embate primeiro da africanidade e do eurocentrismo. A construção africana da humanidade e do conhecimento, em oposições e sistematizações de disputa de domínio, a construção europeia da humanidade e do conhecimento cientifico.
O pan africanismo, cuja história data oficialmente de 1900, sendo eu neto de pan africanistas, formulou uma estratégia para reduzir os males da colonialismo e da escravismo criminoso sobre as populações africanas e da diáspora, que foi a retomada do bases africanas da filosofia e da estética, e a produção de uma autonomia de pensamento. Estratégia política que resulta dentre os vários sucesso nas independências africanas e caribenhas, nas formas de elaboração do pensamento sobre o conhecimento e no monumento da Historia Geral da África.
Estamos dentro de um congresso de afrodescendentes onde tem um peso importante o reconhecimento ou não do edifício da História Geral de África, e das estratégias do Pan Africanismo, do embate entre africanidade e eurocentrismo. Se assim não fosse não teríamos como tema as “novas fronteiras da intolerância racial: velhas práticas de discriminação e novos espaços – universo web” . Estamos aqui no impasse dos leitores de Marx e de Gilberto Freire, entremeados com Stuart Hall, Boaventura Santos e Saramango, Hommi Baba e os raros praticantes de Cheikh Anta Diop, Theophile Obenga, Jonnatas Kenniata, Guerreiro Ramos, Juliano Moreira, Walter Rodney, Edouard Glisant, Mbog Bassong, Kwame Nkrumah, Basta olharmos para a bibliográfica dos artigos apresentados neste congresso de pesquisadores negros e teremos um preocupante debate de fontes e de posicionamentos históricos. Estabelece-se como sempre presente na pratica da negação do Pan Africanismo, pode até não ser nas intenções, mas se traduz nos resultados. Fica nítida impressão que projetos científicos como de Rex Nettleford (NETTLEFORD, 1969;1970; 1972), intelectual jamaicano falecido em 2010,não se reproduzirão no pensamento da comunidade negra brasileira.
Se tivéssemos no horizonte brasileiro prestados atenção a Juliano Moreira e Guerreiro Ramos, com certeza o teor do problemas seria outro, nada tão substancial e sem solução como a denuncia da intolerância racial, e sem se constituir no novo espaço, a WEB apenas é suporte dos mesmo aportes do sistema de dominação primordialmente sintetizado por Walter Rodney, no como a “Europa subdesenvolveu a África” e faltou o que o Guerreiro Ramos bem tratou a patologia do branco que submeteu os pensadores negros a se explicarem perante o inexplicável. Mas não é o impasse se estende aos paradigmas então da africanidade (silenciada, escamoteada, desconhecida) e do eurocentrismo (aprofundado e revisitado como novidade do velho).
Cabem nesta palestra duas metáforas. Pato que vive no galinheiro nunca descobre que sabe nadar. Ou então galinha que anda atrás de pato morre afogada.
2-esta escruta 3-vai ser escrita. 4- Diante do mosaico as conclusões.
Diante do mosaico é necessário ver o todo e não se importar com a irregularidades das peças, com os espaços mal desenhados e com a lógica da criação. O mosaico e a imagem que ele traduz é o que importante.
Sempre os defensores da ciência ocidental reservaram o titulo de a-histórico para Cheike anta Diop, o que significa não leiam pois não tem importância. Assim segue a ciência da humanidade ocidental.
Dois grandes trabalhos intelectuais seguiram sempre o destino de se manterão desconhecidos, como se não tivessem sido realizados. “Black Atena”, de Martin Bernal e “The Stolen Legancy” de George James, pois eles revelam que não existe consistência na Grécia criada pela ciência ocidental do renascimento e cultuada agnósticos do presente. Por que os mitos se mantém?.
A importância cientifica do pan africanismo é ter revelado o mundo do conhecimento cientifico como o mundo da dominação ocidental. A ideologia da ciência como forma de acesso ao conhecimento. Sendo que nos acadêmicos vivemos deste mundo, portanto torna-se incomodo revelar a nossa própria inconsistência. Os pan africanistas versaram sobre 6000 anos da historia sem um período obscuro, como é caso da historia do ocidente quanto a idade média.
Entretanto o retrato do mesmo permanece com novos retoques, como se fosse um retrato novo. As ideias dos pesquisadores do mesmo se refletem em frases como:”Não vamos reinventar a roda”. “De onde você tirou isto”. “Precisamos encontrar uma referencia que fale sobre isto”. O rei ventar a roda é o que produz os avanços nas áreas de engenharia. A roda é sempre reinventada. As rodas do trem de pouso de uma aeronave para 300 pessoas são completamente distintas das rodas de automóvel, ou de uma carroça, mesmo de um trem ferroviário. São distintas reinvenção a roda para dada um dos problemas. Torna-se interditado ter novas ideias que não estejam nas bibliografias disponíveis. A pergunta dos orientadores deveria de ser qual raciocínio ou quais ideias contribuíram para a novidade apresentada. No entanto, a pratica conservadora se perpetua referenciada aos mesmos, ou aos seus discípulos, europeus e euroamericanos.
NETTLEFORD, Rex. Roots and Rhythms: the Story of the Jamaican National Dance Theatre , London: Deutsch..1969.
NETTLEFORD, Rex. Mirror, Mirror: Identity, Race and Protest in Jamaica. Kingston: Sangster and Collins.1970.
NETTLEFORD, Rex. African Connexion: Parallels; Historical Continuity; Panafricanism; African in the World, University of the West Indies .1972.