domingo, 25 de março de 2012

Encontro Setoriais do PT - BA


Edgard Antonio coord  do setorial de educação
Crachá da crendencial do evento
 Ocorreu ontem na faculdade de Arquitetura, Encontro Setoriais do PT - BA, para reoxigenação interna, discussão nacional, estadual e municipal.
Momento importante da democracia interna podemos dizer internamente o que pensamos e também tentar lavar nossa roupa suja.
Prof. Paulo  na us a intervenção qualificada
O professor Edgard Antonio foi eleito coord do Setorial de Educação com acordo dos campos partidários, foi muto boa as exposições,  A guerreira profª  Ednice Santana mesmo em convalescendo-se   compareceu . Parabéns a nova coordenação e professor Edgard desejo uma gestão de muito trabalho. Luta continua!

como sempre a participação femenina  na educação
 e sempre maior e cada vez mais qualificada


pedido de inscrição para intervenção

Assinando  a lista de votação

Elegendo o coordenador e nova
coordenação do setorial de educação BA





Gilvan Santos promoveu café politico muito legal


Raimundo Coutinho (candidato a  Secretário de
Combate ao Racismo do  PT-BA



Jorge Eumawilye  (PSB  pré-candidato a vereador em Salvador)a direita de azul e chapeu,
 ao centro  Gilvan Santos, pre-candidato a vereador,
 em S Fco do Conde e  Samuel Azevedo
(azul com listra branca) a esquerdaorganizador  do evento

     Raimundo Coutinho, apresentou seu pensamento sobre eleições e a participação de negros na campanha 2012, de forma muito contextual, outros negros seguiram na oratória, várias secretárias de governo de S. Fco do Conde se fizeram presente.
   Os parabéns a Samuel Azevedo pela organização, Parabéns a representações de outros partidos: PCdoB, PSB, PDT e PT (caracterizou maturidade evento realizado na Sede do PT - Municipal- Salvador com negros de vários partidos) e os Parabéns especial Gilvan Santos que seja exitosa a disputa que você consiga colocar seu futuro mandato a disposição necessidade da comunidade em S Fco do Conde e no estado da Bahia.

domingo, 4 de março de 2012

SOMOS QUILOMBO RIO DOS MACACOS

Salvador, vira palco novamente de estratégias militartes desta vez a Marinha de Guerra do Brasil, o Comando do 2º Distrito Naval,  o Grupamento de Fuzileiros Navais, A Base Naval de Aratu e a Sub-Prefeitura da Barragem dos Macacos resolve usar seu poderio militar, contra a Comuidade remanescente de Quilombo do Rio dos Macacos.
Alias esta comunidadedo Rio dos Macacos ajudou a construção das casas dos militares da marinha, sendo a comunidade mais antiga que os militares na aréa. Após acionar a Advocacia Geral da União com ação de reitegração e posse para Marinha de um terreno em queos Quilombolas do Rio dos Macacos tem mais de 200 anos de ocupação. Neste domingo fizeram exercício militar presionando os moradores que tem que transitar por dentro da aréa da Barragem dos Macacos.
Membros de varios movimentos sociais da Bahia e do Brasil estiveram presente em ato de solidariedade confira as fotos



 Barragem Rio dos Macacos - Salvador - BA

Baronesa no Duilombo

Solidariedade e apoio por um momento

Vilma Reis (CDCN) apoio aos Quilobol@as

Peu Barbosa(CUT) e Ademario Sena(CECUP/CONEN)
o apoio ao Quilombo Rio dos acacos

Madeira recostado para poste de iluminação,
ironicamente foram multados pelo IBAM,
 o poder público não executa a
politica pública mais multa.(+/- R$ 6.000,00)






Rose quilomba do rio dos Macacos


Casa de sopapodo quilombo aguardando
sopapo.Haja barro e haja agua











Google

Google

sexta-feira, 2 de março de 2012

COLABORANDO, VIGIANDO E LUTANDO

Colaborando, vigiando e lutando


Savaldor, 02 de março de 2012.

Aos

Forian@s brasileiro, e ao Luís Mendes Grande Colorado

Também estamos retomando na Bahia, os trabalhos do FEDERBA, isso vai requerer o empenho maior. É importantíssimo quebramos esta inércia, de tudo que andamos até aqui, com as várias dificuldades convivemos nos faz retornar a necessidade de sempre: Luis - o movimento sindical e o movimento social não podem parar! Disso nos sabemos e entendemos. Vamos à luta.

Enquanto lobistas, empresário, editores de material de didático, oligarquias políticas, núcleo de pesquisadores de fundações particulares, e conchavistas, ponguistas e aproveitadores se fartam no governo. Os movimentos sociais e populares vêm às políticas públicas e sociais esvaírem-se nas velhas armadilhas. O caso recente envolvendo o Segundo Tempo que era o movimento “Morando, Vivendo e Brincando nos Bairros”, feito com associação de moradores e movimento social, capoeira e afins. Sem a academia.

Com o grande BUUM! Veio orçamento público, a transformação pelo Ministério dos Esportes no Segundo Tempo a inclusão de receita pública no bolo, apareceram os tecnólogos e a consequente, participação da academia com seus projetos estruturantes e o seu pensar.

- Claro, que um projeto desta envergadura não pode ficar nas mãos dos movimentos sociais (pensamento dos tecnólogos do sistema, da academia e da classe política) a que se colocarem técnicos diplomados, até mesmo com a centenária capoeira, luta de resistência fizeram o mesmo. Resultado, má versão de recursos por alguns. O Projeto Segundo foi suspenso, o prejuízo foi para as instituições sérias. - Só na Bahia, onde o CECUP (Centro de Educação e Cultura Popular) é responsável pelo Projeto Segundo Tempo, +/- 7.500 (sete mil e quinhentas) crianças prejudicadas. A tendência é fazer convênio com as universidades eliminando os movimentos sociais. Com os relatórios produzidos, por técnicos das universidades, contrário a manutenção dos movimentos sociais no Segundo Tempo. Relataram-se falhas locais com se fossem gerais.

E a Presidente suspendeu o Projeto Segundo Tempo. Puniu-se, as instituições que prevaricaram com o erário público, isto é acertado, porém, acabou-se punindo quem trabalha de forma honesta e séria.

A isto já nos chamava atenção Dr. Milton Santos Baianos de Brotas de Macaúbas – "O fato de eu ser negro e a exclusão correspondente acabam por me conduzir à condição de permanente vigília"

Criamos a lei, criamos o ministério, escrevemos o plano, temos que implementá-lo de fato e de direto, em todo o território nacional, nos distritos, estadualizá-los e municipalizá-los. Luizinho Gaucho você esta correto cadê as manifestações dos Fóruns estaduais? Estremo juntos nesta tarefa. O movimento social, movimento sindical e o movimento negro vão se movimentar e exercer o seu papel. Vamos todos juntos, pressionar os parlamentares dos nossos estados, lembrá-los que são nossos representantes, cobra as políticas públicas que nós precisamos. Vamos juntos, porque somos mais fortes.



Ademário Sena

Coord Est do FEDERBA

Membro do CECUP

Membro da CONEN

Participe das reuniões do fórum de sua localidade.

Conheça o Regimento Interno.

Ajude na implementação da Política de Educação para as Relações Étnico-Raciais.